Como o site TecMundo mergulha os internautas na realidade virtual

Julie Grüdtner

Quando se trata de “realidade virtual” tudo sempre soa como “a grande novidade”. Isso acontece porque, apesar de já estarmos imersos em um mundo tecnológico, a realidade virtual ainda parece algo muito distante. E isso tem pouco a ver com dinheiro, está mais relacionado à falta de informação. Ou talvez em função das fantasias que Matrix e EXistenZ trouxeram a mente de seus espectadores. Mesmo quem já ansiava por essa tecnologia de ponta se encontra completamente abismado ao ter a possibilidade de um contato próximo com ela. A VR (sigla inglesa para “virtual reality”) prenuncia uma nova maneira de ver o mundo, afinal, ela é uma nova realidade.

Grandes inovações vêm com grandes implicações. Abordar esse desenvolvimento requer muito mais do que transmitir divulgações da Oculus Rift ou da HTC Vive. É preciso vivenciar o que é a VR e trazer para o contexto do curioso que ainda não entende, o leigo em tecnologias. É aí onde entra o website TecMundo, que tem sido o veículo virtual pioneiro em quesitos de notícias sobre VR. Além de reunir as últimas notícias que o assunto traz, o site publica listas, avaliações e expectativas dos futuros usuários da nova high-tech.

Dizem por aí que a tecnologia promete mais do que cumpre. Afirmação um tanto quanto vaga, uma vez que os instrumentos tecnológicos se apropriam da realidade humana antes de que as pessoas se deem conta disso. Ninguém sabe ao certo o rumo que uma sociedade que entre em contato com a realidade virtual tomará, por isso é preciso um feedback constante. Sendo assim o TecMundo traz cada conteúdo com um apelo ao feedback. É necessário saber os propósitos e as promessas da VR. Da mesma forma, a opinião curiosa dos internautas alimenta as expectativas.

Para o TecMundo, a realidade virtual é um bolo que acaba de sair do forno. Eles sabem o quanto isso é instigante para quem vive num século de inovações tecnológicas. Sabendo desse interesse, um site qualquer apostaria em propaganda exagerada. Justamente por não ser um site qualquer, o TecMundo naturalmente divulga os produtos tecnológicos com o cheirinho de novo que sai deles. Não faz uma propaganda exagerada que promete mais do que cumpre, apenas avalia o material e explana tanto os benefícios como os malefícios dele. Porém, o site espera o que as grandes empresas prometem: instrumentos de tecnologia promissores. Além disso, traz vídeos oficiais/promocionais sobre os produtos bem como vídeos não oficiais dos usuários desses produtos para que o internauta possa comparar o que de exagerado pode ter a mídia publicado do material.

Uma das tendências ao ouvir sobre VR é pensar que a sua única utilidade é apara jogos e filmes. O site TecMundo mostra que não. Ele não se baseia no que talvez os jovens tenham mais interesse ou mesmo no que traria mais acessos. O TecMundo trata, literalmente, do mundo que a tecnologia traz, o que engloba perfeitamente a utilidade da tecnologia para a sociedade, não somente o lado prazeroso dela. Essa visão social dá um toque de imparcialidade no site. São matérias focadas em divulgação de produtos, são artigos focados em avaliação e são notícias dos prós que a VR trouxe para a sociedade através de treinamentos especiais para quem tem alguma deficiência física ou mental.

Quando se tem os primeiros contatos com o tema realidade virtual através do site, tudo parece demasiado técnico e muito extenso, mas isso acontece porque o assunto é técnico e extenso. Mesmo com essas “barreiras” o site procura conversar com seus internautas de maneira que logo eles se familiarizam com o assunto. A linguagem usada é leve, clara e objetiva. Sem muita introdução desnecessária e sem qualquer tipo de exagero.

O website TecMundo, enfim, utiliza recursos midiáticos variados para seu objetivo final que é fazer com que os seus internautas recebam um conhecimento concreto e bem apurado. As notícias não são meramente factuais pois procuram atender às necessidades de um curioso leitor. Portanto, em cada matéria o conteúdo é profundo e bem explicado.