ABJ Notícias    |    TV ABJ    |    O Parcial
 
home |
      Reportagem    
      Criacionismo e Evolucionismo    
      Criacionismo, evolucionismo, “Big Bang”, Bíblia, fé ou ateísmo. Teorias tentam desvendar os mistérios do surgimento do mundo. Nesse palco, religião e ciência são o foco das atenções e o centro dos debates. A polêmica chega às universidades e a mídia também faz parte desse enredo. Opinar, pesquisar, entrevistar e questionar são ações usadas na busca das origens.


   
     
   
     
Impresso em foco
De olho na tela
E disse: haja Darwin!
Filhos do divino ou do acaso
Jogo aberto
Jogo aberto
Pablo Nogueira
Michelson Borges
   
 
 
  medieval x moderninho   Crescimento de matérias   Teorias disfarçadas  
  A criação [de clichês] na imprensa   Uma história sem fim   Verdades inconvenientes  
  Matheus Siqueira   Rogério Cardoso   Tales Tomaz  
 
  Nature   Galileu   Fantástico  
A religião da Nature   Você decide   Poeira no vento não é resposta  
  Daniel Lüdtke   Miriam Lopes   Elkeane Aragão  
             
  SuperInteressante   Scientific American   Heroes  
  E disse: haja Darwin!   Critério Unilateral   Filhos do divino ou do acaso?  
  Suellen Timm   Raphael Vaz   Paulo Mondego  
 
  ComCiência   Estadão   Folha online  
  Consciência limpa   Informar sem obrigar   Folha em branco  
  Cígredy Neves   Dayse Hálima   Rizza Mattos  
     
Teorias heterogêneas
     

Pablo Nogueira
– “Até agora, faltou aos cientistas criacio- nistas apresentarem evidên- cias convincentes de seus argumentos. Só então as idéias criacionistas poderiam aspirar o espaço na mídia laica que pleiteiam.”


 

Michelson Borges
– “Pelo fato de o criacionismo ter forte componente religioso, a mí- dia de modo geral o trata como pseudo-ciência, igno- rando as bases científicas do modelo”



   
   
   
   
   
   
  Folha lança nova revista  
  Em conferência Miro Teixeira considera Lei da Imprensa desnecessária  
  Jornais impressos norte-americanos perdem leitores pra a web  
  Imprensa incompreensiva?  
 
  identidade  
  Agente da democracia  
 
Dr. Ruy Vieira – presi- dente da Sociedade Criacionista Brasileira e editor da Revista Criacionista. Engenheiro, mecânico e eletricista, lecionou no ITA e na USP. Foi convidado em 1972 a integrar a Comissão de Especialistas do Ensino de Engenharia do MEC.
 
   
filme Livro
  O elo perdido  
 
 
   
     
   
     
   
     
 
 
Você acredita que a mídia é tendenciosa ao tratar de criacionismo e evolucionismo?
 
 
Sim, um das teorias é sempre privilegiada
Não, a abordagem é equilibrada
Às vezes

Cósmico, Ser Supremo, Deus, Mente Universal... Ralph M. Lewis define o místico como aquele que aspira uma união pessoal ou a unidade com o Absoluto. E nós do Canal vamos procurar a definição da mídia dentro do misticismo. Qual o comportamento dos meios de comunicação quanto ao uso de ferramentas místicas? Como a mídia explora o esporte em paralelo ao misticismo? Em 15 dias, as respostas aqui, no Canal da Imprensa.
 
 
  "Você que nos acompanha regularmente, sabe que este é um trecho do Direto da Redação da edição Motel Mídia. Você também sabe que nesta ocasião o Canal ficou um mês sem ser atua- lizado devido a problemas com a edição de criacio- nismo e evolucionismo. Mas o melhor de tudo, e se você ainda não sabia vai saber a partir de agora, é que promessas para o Canal são dívidas. E finalmente vamos saldar o que devemos para com você, nosso leitor".  
 

 
 
  Cadastre seu e-mail e receba as últimas informações do Canal da Imprensa.
 
 
 
 
  Depois de um longo jejum, o site Sala de Prensa, mantido por jornalistas hispano-latino-americanos, volta à ativa. Foram nove meses de miste- rioso silêncio – levando-se em consideração a periodicidade mensal do site. A última atualização havia ocorrido em junho de 2007. Coinciden- temente, o tema abordado na ocasião foi o abuso de poder do presidente vene- zuelano Hugo Chávez e a liberdade de expressão no País.

Nesta semana, Chávez saiu de cena e cedeu espaço para novas discussões.
 

 

 
 
  "A confusão na casa do Tio Sam é realmente surpre- endente. Bush (finalmente!!) entrega um país em reces- são, metido em uma guerra inútil e interminável, com baixa popularidade (nos paí- ses em que isso conta alguma coisa) e sem crédito moral algum. Antes, fossem estes os maiores problemas".  
   
   
 
...um geneticista brasileiro criasse mutantes?

"Como qualquer outro projeto científico, o da produção de genes mutantes também teve fins lucrativos. Assim que se comprovou que os genes humanos podiam ser altera- dos, os donos de empresas farmacêuticas se apressaram: 'Vamos vender o líquido alte- rador de genoma em frascos de vidro. Vai ser um sucesso! Já sinto o cheiro do dinhei- ro'..."

 
"Para mim, o que é realmente fascinante é que tanto a ciência como a religião expressam nossa reverência e fascínio pela Natureza".
 
Marcelo Gleiser, no livro
A dança do Universo