home |
   
       
      Grandes reportagens    
     

Entre as várias formas que o jornalismo tem de retratar a realidade, a reportagem sem dúvida é uma das que mais consegue alcançar seus objetivos. O trabalho obstinado do repórter em descobrir os fatos, proporciona que acontecimentos importantes se tornem públicos, mediante seu esforço em descobrir a verdade. Nesta edição do Canal você poderá encontrar exemplos de grandes reportagens que mudaram o curso da história e contribuíram para o avanço da sociedade. Aprecie!

   
     
   
     
meninas da noite
canudos
Escravidão no Século 20
Além da notícia
tim lopes
Hiroshima

Suicídio aplaudido

A morte em seis vidas
   
 
 
  uso do off   vida de repórter   reportagem e jornalismo literário  
  Revelar sem responsabilidade  

Viver para sentir

 

Diesel do jornalismo

 
 

Andréia Moura

 

Thaísa Elis

 

Rodrigo Galiza

 
 
  canudos   Meninas da noite   Hiroshima  
 

Além da notícia

 

Escravidão no Século 20

 

A morte em seis vidas

 
 

Giancarlo Sorvillo

 

Iale Clitias

 

Tiago Cabreira

 
             
  a sangue frio   Eu estive na guerra   memorial da pirataria  
 

Autor do acaso

 

O preço de uma reportagem

 

Escritores da história

 
 

Franciele Mota

 

Cígredy Neves

 

Joelmir Melo

 
             
  rota 66   Caso watergate   tim lopes  
  O “tom” do jornalismo  

Repercussão ilegal

 

Suicídio aplaudido

 
 

Rizza de Matos

 

Caroline Ferraz

 

Larissa Jansson

 
     
“Repórter é sinônimo de investigação”

Carlos Wagner - Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, começou sua carreira como repórter na cidade de Carazinho, interior do RS. Possui oito livros publicados, e é colecionador de vários prêmios, ao todo foram 38 títulos.

“O repórter brasileiro é muito bom. Nós temos profissionais de primeira linha. Mas existem repórteres que foram forjados por uma escola, uma coisa que tem muita influência na formação do jornalista, a imprensa alternativa, que teve e continua tendo. Hoje há um movimento bem claro no Brasil, em que as instituições de ensino estão tentando domesticar os repórteres. E só quem perde com isso é a imprensa.”

 
 

Grupo Estado muda estru- tura comercial

 
  Miriam Leitão estréia na internet
 
   
 
Confira aqui os artigos publi-cados na coluna Canal da Im-prensa no jornal O Regional:

"Neste período de concentra- ção dos jogadores, o mundo inteiro entra em estado de alienação."

 
  identidade  
  Informação acima do medo  
 

Humberto Trezzi já re- cebeu 23 prêmios de jornalismo, entre eles o prêmio Esso, um dos mais importantes do Brasil.

 
   
livro livro
  velho novo jornalismo  
  Velhinho novo em folha  
  páginas ampliadas  
  Livro-reporta- gem não é conto de fadas: é jornalismo  
 
 

Homenagem à jornalista

 
  Evento internacional  
 

Prêmio Vladimir Herzog

 

Não é nem preciso dizer o que vem por aí na próxima edição... é claro que é a Copa do Mundo! Mas longe de falar sobre as chances de cada seleção ou sobre a habilidade de Ronaldinho Gaúcho, o Canal vai tratar sobre a cobertura do maior evento esportivo do mundo. Acompanhe as análises que nossos articulistas farão do Lance!, Olé, Globo Esporte, Placar, entre outros na próxima e última edição do primeiro semestre desse ano. Até lá!

 
 
 

"É na figura do jornalista, especialmente na pessoa do repórter, que a lógica citada acima faz pleno sentido. O privilégio que o jornalista tem de ser porta-voz dos fatos para a sociedade implica em consciência de que ele pode (e deve) lutar por uma sociedade melhor. "

 
 

 
 
 

"Como matérias fortes desta edi- ção, destaco as resenhas dos filmes e do livro sobre a guerra na Bósnia. Todas as resenhas deram uma contextualização interessan- te e suficiente das obras, principalmente a do livro de Joe Sacco, por esse tratar de um tema não tão conhe- cido."

 
   
   
 

... se a mídia não denunciasse o mensalão?

"O colega tem razão. Trinta mil não custeia sequer uma viagem ao paraíso fiscal. Reclamamos um aumento de 100%. Precisamos de pelo me- nos sessenta mil para apoiar- mos os projetos do governo. Caso contrário, nada de base aliada. Sem verdinhas, proje- tos nem pensar"

 
“A miséria jogou as meni- nas para as ruas. Elas não têm nada para vender. Não sabem ler, cozinhar, es- crever. Só podem vender o único bem que possuem: o corpo”.
 
Gilberto Dimenstein
 

prêmios de jornalismo Gil- berto Dimenstein re- cebeu ao escrever Meninas da Noite.

anos de pesquisa Caco Barcellos precisou para escre- ver o livro Rota 66.

Prêmios Esso o jornalista Hamil- ton Ribeiro recebeu ao longo de sua car- reira.