home |
   
  Série    
      Grupos de Comunicação: Estados Unidos    
     

"É evidente que a mídia americana possui forte poder. Muito forte. E nem precisa elogiar. 'Somos inovadores em tecnologia, produtos e serviços' gaba o site do grupo Time Warner. Verdade. A empresa, fundada em 1923, é pioneira em vários produtos como DVD e 'digital cable'. Os auto-elogios não param por aí. “Se analisado a qualidade, popularidade, ou resultados financeiros, nossa divisão está no topo de suas categorias: AOL, Time Inc., Time Warner Cable, Home Box Office (HBO), New Line Cinema, Turner Broadcasting System e Warner Bros ” orgulham-se."


   
     
   
     
Estilo americano
disney
Sob os olhos da águia
O poder da fantasia
canal cult
canal cult

Tudo pelo sucesso

Líder de audiência
   
 
 
  Estilo americano   tv al jazeera   unir para lucrar  
  Sob os olhos da águia  

O outro lado da moeda

 

Neurose do lucro

 
 

Larissa Jansson

 

Larissa Garcia

 

Angélica Maffi

 
 
  disney   viacom   News corporation  
  O poder da fantasia  

Fabricando sonhos

 

Iscas variadas

 
 

Giancarlo Sorvillo

 

Caroline Ferraz

 

Rodrigo Galiza

 
             
  Time warner          
 

Expansionistas ianques

         
 

Rizza de Matos

         
     
"O impacto das fusões sobre o noticiário internacional"

Ana Tereza Condé Pereira

“Ela explica que 'teorias de integração vertical, monopólios, oligopólios e de recursos humanos são utilizadas para examinar os efeitos das fusões dos meios de comunicação. A integração vertical afeta a indústria dos meios de comunicação ao criar grandes conglomerados e limitando a competição entre os meios. Teorias de monopólios e oligopólios sugerem que, devido a redução na competição entre os meios de comunicação, tais fusões podem afetar negativamente a quantidade e a qualidade da cobertura dos noticiários internacionais...”

 
  ANJ desaprova greve de fome de Garotinho
 
   
 
Confira aqui os artigos publi-cados na coluna Canal da Im-prensa no jornal O Regional:

A cultura sempre foi nivelada por baixo. Desde Roma, onde os líderes distribuíam o famo- so “pão e circo”...
 
  Livro  
  O Reino e o Poder  
 

No livro que fala sobre a “dinastia Times” com um título bem sugestivo, O Reino e o Poder, o autor Gay Talese descreve toda a trajetória do veículo fazendo um apanhado histórico desde a compra do falido Chattanooga Times.

 
   
Identidade identidade
     
  Walt disney  
  Mago das idéias  
     
  Rupert murdoch  
  Líder de audiência  
     
 
 

Seminário Imprensa X Judiciário

 
 

Capacitação para projetos gráficos

 
 

Extensão em Jornalismo Esportivo

 

Homem-aranha, Calvin, Snoopy, Cebolinha, Goku – esses são apenas alguns dos personagens mais célebres do mundo dos quadrinhos e que encontrarão eco na próxima edição do Canal. Contudo, muito mais do que uma mera descrição dos personagens e suas aventuras, o objetivo do Canal é analisar o impacto que as histórias em quadrinhos causaram (e ainda causam!) na sociedade e na cultura. A proposta da próxima edição é focar os quadrinhos como produto midiático e não como mera produção literária. Você não pode perder essa!

 
 
 

"Digo heróica porque não foi nada fácil para nossos articu- listas levantar informações e dados dos grandes grupos de comunicação da América. Escassez de dados, dificulda- des em encontrar especialis- tas no assunto e mesmo a língua espanhola e inglesa foram alguns dos empecilhos com os quais nossa equipe se deparou."

 
 

 
 
 

"Para legitimar a minha opinião, aponto alguns exemplos. Três artigos fica- ram mais na descrição dos casos ou programas do que forneceram uma análise, são eles: “A que ponto chega- mos!”, “Promotor da baixa- ria” e “Pimenta ou agrido- ce?”. Como primeira sugestão para esses articulistas e os demais, deixo a idéia de que definam e aprofundem os conceitos de sensacionalis- mo, exploração da priva- cidade e da relação entre entretenimento e marke- ting."

 
   
   
 

...a CNN implantasse um canal de televisão no Brasil?

"Lá mora um povo simples que, assustado pelas mentiras e castigado pelas promessas, canta e dança embalado pelo conformismo: 'deixa a vida me levar, vida leva eu'."

 
“O problema não se resu- me aos maléficos dos impé- rios de mídia. Nem à natu- reza de qualquer corpora- ção. O verdadeiro proble- ma é que a mídia de massa do país é cada vez mais controlada por um número cada vez menor de cor- porações...”
 
Wilson Dizard Jr. A Nova Mídia: a comunicação de massa na era da informação.