home |
   
  SÉrie    
      Grupos de Comunicação: América Latina    
     

A conquista da credibilidade. O ato de comunicar só cumpre seu papel se o destinatário acreditar na mensagem. “O que somos hoje é resultado da preferência que conseguimos alcançar, como empresa, junto ao povo. Nos tornamos confiáveis, nos tornamos críveis”, declarou a presidente do grupo argentino Clarín, Ernestina Herrera de Noble. Os grandes grupos de comunicação latino-americanos têm muitas histórias, muito dinheiro e muito território para mostrar, mas tudo o que alcançaram ao longo dos anos é conseqüência direta da confiança que conquistaram junto a publico-alvo. Uma confiança nem sempre merecida.

   
 
 
 
         
  história  
  A lenda “Clarín”  
  Joelmir Melo  
     
  patrimônio  
 

Investimento no 3º milênio

 
  Iale Azevedo  
     
  política editorial  
 

Educação espetacular

 
  Ana Carolina Riguengo  
     
  influência social  
  Adoráveis vizinhos  
  Giancarlo Sorvillo  
     
  planos de expansão  
  Futuro em segredo  
  Natieli Moura  
     
 
  história  
  Fábrica de “sueños”  
  Tiago Cabreira  
     
  patrimônio  
  Rumo ao topo  
  Larissa Jansson  
     
  política editorial  
  Entretendo com valores  
  Caroline Ferraz  
     
  influência social  
  Inovando e revolucionando  
  Larissa Jansson  
     
  planos de expansão  
  Carrossel azteca  
  Silviane Barros  
     
 
  história  
  Dos transportes ao golpe  
  Larissa Jansson  
     
  patrimônio  
  Sonho concretizado  
  Angélica Maffi  
     
  política editorial  
  Politicalha por trás das câmeras  
  Iale Azevedo  
     
  influência social  
  Há vida além do petróleo  
  Cígredy Neves  
     
  planos de expansão  
  1.001 utilidades  
  Rodrigo Galiza  
     
 
  história  
  Novela mexicana  
  Larissa Garcia  
     
  influência social  
 

Um “herói” mexicano

 
  Cígredy Neves  
     
 
  patrimônio  
  Sigam-me os bons  
  Angélica Maffi  
     
  planos de expansão  
  Comunicação com a vida  
  Juan Pereira  
     
 
  política editorial  
  Televisa: uma força poderosa  
  Juan Pereira  
     
     
Senhores da mídia hispano-americana

Carlos Alberto Di Franco - diretor do Master em Jornalismo, professor de Ética da Comunicação e representante da Faculdade de Comunicação da Univer- sidade de Navarra no Brasil, é diretor da Di Franco - Consultoria em Estratégia de Mídia Ltda.

"O controle da mídia por grupos familiares é um fenômeno brasileiro e mundial. Chama a atenção, sobretudo no Norte e Nordeste, onde o controle é exercido por políticos."

 
 

Dia do Jornalista

 
 

Coletiva presidencial

 
  Luta pelo diploma  
   
 

Temas instigantes, novas seções e entrevistas com as mais destacadas personalida-des do mundo da comuni- cação fazem parte do Canal da Imprensa 2006. Fique de olho nos temas deste ano e se quiser participar, envie seu artigo, crônica ou texto para:

 
 
    identidade  
    Roberto Noble

“Informar sem preconceitos”
 
       
  livro  
  Planeta Mídia

Intercâmbio Cultural
 
     
 
 

Senac oferece cursos de produção textual

 
 

Curso de Jornalismo Esportivo

 
 

Curso Individual de Jornalismo

 
Que tal ficar uma semana sem assistir TV? Na próxima edição, cujo tema é “Ética na TV”, você vai ficar por dentro da semana mundial do “Desligue a TV”, que acontece pela primeira vez no Brasil esse ano. Além disso, preparamos para você uma análise completa das maiores baixarias que o telespectador brasileiro teve o desprazer de acompanhar. Táxi do Gugu, ET e Rodolfo e os testes de fidelidade de João Kleber são apenas alguns episódios dessa (baixa) história da TV brasileira. Não perca!
   
 
 
  história  
  “Arriba” à televisão  
  Caroline Ferraz  
     
  patrimônio  
  Cores representativas  
  Rodrigo Galiza  
     
  política editorial  
  Divertimento editorial  
  Giancarlo Sorvillo  
     
  influência social  
  Poder e responsabilidade  
  Joelmir Melo  
     
  planos de expansão  
  Uma “chica” de salto alto  
  Tiago Cabreira  
     
 
 

"Após o recebimento desse e-mail da jornalista Carina Paccola, o Canal reafirma sua missão de orientar a forma- ção de centenas de jornalis- tas que passarão pelos ban- cos do Unasp e espera que a triste história desse episódio, provavelmente reproduzido às escondidas em várias esco- las de jornalismo no Brasil, seja censurado."

 
 

 
 
 

"Alguns podem ser tentados a pensar que acabamento é detalhe. Enganam-se. Assim como eles fazem diferença na decisão de compra de um tênis, uma roupa, um carro ou uma casa, o fazem na lei- tura de um texto. Portanto, caprichem no acabamento!"

 
   
   
 

...o periódico argentino Olé comprasse os direitos de publicação da revista brasileira Placar?

“A liderança da revista decla- ra que Placar não mais circu- lará. O povo, amante do es- porte e principalmente do fu- tebol, nem liga. Os fatos co- meçam a ganhar sentido.”

 

“Em um mundo cada vez mais globalizado, nosso compromisso, como grupo de comunicação, se resu- me em uma premissa: ser- vir ao povo todos os dias. Assumindo a função de in- formar, opinar e entreter com a identidade e os va- lores que nos caracteri- zam.”

 
ERNESTINA HERRERA DE NOBLE, presidente do grupo Clarín.