home |
   
  Reportagem    
      Deslizes éticos da imprensa    
      "Imagine. Você acabou de receber o resultado de uma bateria de exames atentando que sua saúde está excelente. Tranqüilo, você começa a ler uma reportagem no jornal sem imaginar que ela pode mudar a sua vida. A matéria informa que você é portador de uma doença contagiosa. A partir daí, seu telefone começa a tocar sem parar. Todos querem saber a verdade sobre a notícia. Então, descobre-se que tudo não passou de uma notícia falsa publicada pela imprensa."


   
     
   
     
escola base
correio braziliense
A imprensa dos horrores
Está perdoado
Stephen Glass
jayson blair
O preço do sucesso
“Verdadeiro” jornalista
   
 
 
  jornalismo publicitário   iMPRENSA DISFARÇADA   diga a verdade  
 

Precisamos de Jornais

  Guerra Santa   O absurdo do absurdo  
  Paulo Mondego   Larissa Jansson   Joelmir Melo  
 
  diretas já   Correio braziliense   programa joão kléber  
  Globo e ética: nada a ver   Está perdoado   Olha a responsabilidade social!  
  Iale Azevedo   Joelmir Melo   Franciele Mota  
             
  ibson pinheiro   escola base   Alcenir Guerra  
  Libelo da mentira   A imprensa dos horrores   As pedaladas da imprensa  
  Angélica Maffi   Tiago Cabreira   Carolina Riguengo  
 
  jayson blair   Stephen Glass   News of the World  
  “Verdadeiro” jornalista   O preço do sucesso   O disfarce perfeito  
  Caroline Ferraz   Andréia Moura   Cígredy Neves  
             
  rosenberg   dreyfus      
  Atos inconseqüentes   Última moda em Paris      
  Milenna Vieira   Giancarlo Sorvillo      
     
“O jornalismo jamais pode se reduzir a uma mercadoria”

Luis Martins - Jornalista, escritor e professor do curso de Jornalismo na Universidade de Brasília e coordenador do SOS Imprensa.

"O jornalismo é uma categoria social tal como a literatura, como a arte, como o folclore. Portanto, ele jamais se reduzirá a uma mercadoria. Digo isso porque o jornalismo existiu, existe e existirá mesmo nas condições mais adversas, porque senão ele não é mais jornalismo, é outra coisa."

 
  Auto Press procura repórter no Rio de Janeiro
 
 


Emprego para jornalistas

 
   
 

Temas instigantes, novas seções e entrevistas com as mais destacadas personalida-des do mundo da comu- nicação farão parte do Canal da Imprensa 2006. Fique de olho nos temas do ano que vem e se quiser participar, envie seu artigo, crônica ou texto para:

 
 
  identidade  
     
 

Eugênio Bucci é um dos profissionais mais res-peitados e admirados nos meios de comu-nicação, pela sua capacidade e experiência desenvolvida na função jornalística.

 
     
   
filme livro
     
  Muito Além do Cidadão Kane  
  O Brasil fala globês  
     
  monitores de mídia  
  Monitor catarinense  
     
 
     
  De olho nos observatórios: um estudo comparativo das críticas de mídia do Observatório da Imprensa e do Canal da Imprensa  
  Cristiane Costa Vasconcelos  
 
  Prêmio para melhor reportagem  
  Prêmio Confea de Jornalismo  
  Vagas para jornalistas  
  Oportunidade de estágio  
 

Daqui a quinze dias, o Canal trará até você o segundo número da série “Grupos de Comunicação”, dessa vez abordando os maiores conglomerados de mídia da América hispana. Grupos como Televisa, Clarín, TV Azteca e outros serão objeto de análise do Canal na próxima edição. Não perca!

 
 
 
 

"Reiteramos nosso pedido de desculpas com a certeza de que, ao tornar pública nossa falha, estamos fazendo o nosso melhor para a for- mação dos futuros jornalistas que irão ter no Canal da Imprensa sua maior escola."

 
 

 
 
 

"Tenho refletido sobre qual é o método mais construtivo de se criticar. Primeiramente, creio que é importante que ambos, avaliador e avaliado, tenham a consciência de que o objeto da discussão é o trabalho e não o seu autor. Portanto colegas, os apontamentos que farei não são pessoais, mas técnicos."

 
   
   
 

... todos os jornais assumissem seus erros?

"02 de outubro de 2006. O partido do governo pede que novas eleições Presidenciais sejam feitas, pois afirma ter sido injusto o resultado. A razão: uma reportagem ten- denciosa influenciara na intenção de voto de grande parte dos indecisos."

 
"O compromisso fundamen- tal do jornalista é com a verdade dos fatos, e seu trabalho se pauta pela precisa apuração dos acontecimentos e sua correta divulgação."
 
Código de Ética do Jornalista Brasileiro, Capítulo II, artigo 7º.
 
Os sete pecados da imprensa:

Distorção

Culto às falsas imagens
Invasão de privacidade
Assassinato de personagem
Exploração do sexo
Envenenamento da mente das crianças
Abuso do poder

FONTE: Paul Johnson, Jornal da Tarde (março/1993)